Arquivo da categoria: Inclusão

Governo eletrônico (e-gov)

Tive a oportunidade de participar ontem e hoje, do encontro de capacitação dos monitores do Acessa Escola. Junto com várias pessoas da Escola do Futuro, tive oportunidade de dar meus pitacos em relação ao roteiro do dia e ao encaminhamento das pautas.

Cerca de 2300 pessoas passaram por esta capacitação ontem e hoje, que estamos chamando de módulo dois, onde o objetivo era abrirmos um espaço de reflexão sobre o dia a dia de cada um nas salas de informática do Acessa Escola onde os mesmos são monitores, além de realizarmos uma reflexão sobre Web 2.0, navegação segura, e Governo Eletrônico.

Ao me colocar neste processo, comecei a refletir sobre Governo. O que é Governar? Quem governar? Propus também a pergunta a um grupo de monitores com quem tive oportunidade de estar durante a tarde do dia 17/05/09.

Não fomos a fundo na reflexão sobre o que é “Governo”, visto que todas as outras dinamicas também ocuparam um bom tempo no dia. O assunto, no meu entender, passa por:

1 – Transparência e acessibilidade dos serviços e espaços públicos como ponto básico; A internet como meio facilitador para que a gente posso chegar até o estado e saber as informações de serviços públicos como tranasporte e outros.

2 – participação em decisões de ações públicas que são realizadas com nosso dinheiro (a partir dos impostos que pagamos) e que alteram nossos espaços públicos.

Apenas tocamos no segundo assunto, mas em relação ao primeiro, pudemos fazer um mapa de serviços e espaços públicos virtuais a partir do conhecimento da multidão da sala:

Lista de Serviços Públicos na Internet

Andando de coletivo em São Paulo, que ônibus pegar?

Tem gente que mora em São Paulo e ainda não conhece uma ferramenta da SPTrans que é uma mão na roda! Super útil!

Você está em Pinheiros, que ir até a Barra Funda e não saber que ônibus pegar?

Entra no site da SP Trans:

http://www.sptrans.com.br

Eles possuem uma ferramenta que permite você digitar o lugar onde está e para onde quer ir.

Depois disso, o sistema te fala qual é o melhor caminho, se é de ônibus, se é de metro e quais linhas você precisará pegar.

Inclusive dá pra você escolher se quer chegar mais rápido, pagar menos ou andar menos.

Pra acessar a ferramenta, clique no botão “itinerários” na página principal da SP Trans:

O Botão deveria ser mais visível na minha opinião. Mas enfim…

Já utilizei bastante a ferramenta, é super útil, mas é claro que perguntar pros amigos é sempre melhor 🙂

Oficina de Sustentabilidade do Banco Real

Participei na semana passada da oficina de sustentabilidade do Banco Real. Sustentabilidade é uma palavra nova pra mim, confesso! Então resolvi me inscrever pra participar dessa oficina, com expectativa de entender um pouco mais sobre o assunto, já imaginando que isto traria informações e práticas para meu dia-a-dia.

Bom, dito e feito. Conheci muitos conceitos interessantes nesta oficina. Um deles é o da ‘Pegada Ecológica”, que é uma tentativa de medir quantos hectares do planeta terra são necessários para produzir os recursos necessários para manter a vida de um ser humano.

Pra minha surpresa, descobri que se todo mundo da face da terra levasse o padrão de vida que eu levo, precisaríamos de 3,8 planetas Terra pra dar conta do recado!

E olha que eu já faço algumas coisa que não contribuem para o tamanho da minha pegada ecológica, como não comer carne e levar sacolas ao supermercado (pra não usar as plásticas). Também tenho usado muito transporte público ultimamente, mas mesmo assim preciso de 7 hectares de Terra para me sustentar na face da Terra.

O que contribuiu pra isso, segundo o teste da Pegada Ecológica, foram:

  • O meu chuveiro ser elétrico e não a gás natural
  • O número de torneiras que há na minha casa (de 6 a 8!)
  • O fato de eu morar numa casa e não num apartamento
  • O fato de eu comer pouco em casa (quem come fora tem pegada ecológica maior ??)
  • O fato de eu não dar preferencia a produtos produzidos na minha localidade (Sorocaba)
  • O fato de eu ter um carro
  • A distância da minha casa para meu trabalho
  • O fato de eu não praticar compostagêm com resíduos orgânicos

O teste da pegada ecológica pode ser feito pela Net:

http://ecofoot.org/

Uma das coisas muito interessantes que ocorreram na oficina, foi ter um momento para ver que práticas que posso adotar no meu dia-a-dia, ou seja, ver quais são os pequenos passos que já posso dar para diminuir o tamanho da minha “Pegada Ecológica”. Na minha reflexão, já pensei no seguinte:

  • Separar lixo orgânico;
  • Tomar banho mais rápido;
  • Fazer uma hortinha em casa;
  • Consumir menos refrigerante ou refrigerantes feitos na minha cidade (tem alguns razoáveis).
  • Fazer uma lista de produtos locais (Sorocaba) e colocar no meu blog
  • Retomar o estudo de um aquecedor de água com garrafa Peti que havia começado há uns 2 anos. Tem várias pessoas que fizeram e deu super certo 🙂

A oficina de sustentabilidade acontece uma vez por mês na agência da Av. Paulista do Banco Real. As próximas serão nos dias 24/06 e 25/07. É bom fazer a inscrição bem antes ok? É só entrar no portal de sustentabilidade do site do banco real:

http://www.bancoreal.com.br/sustentabilidade

Além da oficina presencial, também é possível fazer (no mesmo site) alguns cursos online sobre sustentabilidade.

Além disso, o Banco Real também dá uma palestra mensal a respeito das práticas que o adotou para se tornar uma empresa sustentável, práticas essas que vão desde o consumo de papél reciclado até não ter como cliente empresas que possuem trabalho infantil ou escravo.

Por falar nisso, sustentabilidade vai bem além de consumir produtos legais e reciclar lixo. Ao meu entender, parte do princípio de que precisamos nos organizar cada vez mais em redes de conversação e informação para que achemos meios de reinventar nosso modelo economico e social. Uma sociedade que sustenta o consumo em massa de forma desenfreada, não pode ser sustentável.

TV Escola Digital Interativa

TV Escola Digital Interativa
Lá se vão quase 5 anos do Projeto TV Escola Digital Interativa.

Foi nessa época que comecei a trabalhar com o Luiz Algarra, Lourenzo Ferreira e Alberto Blumenschein, galera que até hoje está por perto fazendo coisas legais, pesquisando, estudando, aprendendo, etc.

Também nessa época, participaram deste projeto e fizeram parte da minha vida, meu colega Matheus Paschoal (gente boa pakas), Jean Claude Frajmund (camarada das antigas do Algarra e do Alberto), Claudio Gámbaro, Eduardo Zial (por onde andas??) e mais uma pá de pessoas legais.

Desse tempo, ficaram boas recordações, experiências, alegrias e este vídeo. Enjoy 🙂

Software Livre nas empresas

Bom, essa deu no jornal aqui da minha cidade (Curzeiro do Sul). Segundo o jornal, 56% das empresas no Brasil usam software livre. Isso não quer dizer que somente 44% das empresas usam software proprietário! Mas demonstra que o software livre vai se tornando cada vez mais confiável.

Fazia tempo que não falava sobre o assunto, afinal, andei muito sossegado com essa história, afinal, fazia 300 dias que não reinstalava meu sistema operacional. Fiquei todos esses dias usando o Ubuntu 7.04 e esqueci dos problemas…. 300 dias sem vírus, problemas, etc. etc… até que uns dias atrás minha máquina ficou pirada quando tentei fazer um upgrade para a versão 7.10 do Ubuntu. O jeito foi reinstalar tudo.

Agora to de Ubuntu 7.10, mais rápido por sinal… mas esta é outra história.

Voltando ao assunto, o número é maior nas grandes empresas, algo em torno de 76%. Nas pequenas empresas, pirataria e software proprietário ainda é a alternativa mais usada (como na empresa do meu pai!).

Uma coisa eu queria saber de verdade. Quantos seriam os usários domésticos de software livre no Brasil?

Se descobrir posto aqui.

Admitindo a autopoiése (Maturana), teria a analise de redes sociais alguma utilidade?

Bom, após ler alguns textos do dr. Maturana, tentei criar uma ligação (que talvez alguém já tenha feito) entre a autopoiése intrapessoal, os sistemas autopoiéticos de ordem superior (organizações, sociedade e por que não empresas) e a análises de redes sociais (SNA).

A questão que me veio a mente como mais correta é:

Teria a análise de redes sociais alguma utilidade para sistemas autopoiéticos de ordem superior?

Estou considerando, empresas, ONGs e afins como possíveis sistemas autopoiéticos de ordem superior, mas isto é completamente questionável.

Bom, criei um tópico no fórum da Papagallis. Se alguém se interessar, pode entrar e contribuir neste endereço:

http://redepapagallis.ning.com/forum/topic/show?id=737965%3ATopic%3A2981

Conversar com mais de um usuário no Google Talk

Uns dias atrás um amigo meu que usa Kubuntu e Firefox (Cris) me perguntou se era possível conversar com mais de uma pessoa através do Google Talk que fica na tela do Gmail. Bom, é uma longa história mas resumidamente descobri que não, no entanto há uma outra possibilidade para se conversar com mais de uma pessoa através do Gtalk no Linux utilizando um tal de “Google Talk Gadget”.

A instalação é muito fácil.

Clique com o botão direito no link abaixo e depois em “Adicionar link a Favoritos…”

http://talkgadget.google.com/talkgadget/client

A tela abaixo irá aparecer, altere o nome para algo do tipo “Google Talk” e no campo “Criar em” escolha “Barra dos favoritos”:

Clique em “Adicionar”

O Google Talk aparecerá em baixo da barra de endereço do seu firefox, na barra de favoritos, como na figura abaixo:

passo2.png

Clique com o botão direito em cima do “Google Talk” e vá em “Propriedades”. Selecione “Carregar no painel” e clique em OK.

Agora é só clicar no Botão Google Talk na barra de favoritos o gadget abrirá como na figura abaixo

passo3.png

Para conversar com mais de uma pessoa, inicie o bate-papo com alguém e depois clique na setinha para baixo e em “Group chat”. O resto é fácil:

passo4.png

NET Virtua cobrando excesso de tráfego

Olha só o email ridículo que minha empresa recebeu da NET Virtua ontem:

Caro(a) cliente

Durante este mês, você atingiu 80% da franquia de consumo do seu NET Vírtua Mega Flash.

Por isso, gostaríamos de alertá-lo que conforme previsto em contrato, a partir do momento em que você ultrapassar a franquia de consumo, a velocidade do seu NET Vírtua pode ser reduzida para 200 Kbps até o final do mês, quando a velocidade contratada será restituída.

Para o controle do seu consumo mensal, a NET disponibiliza o site: http://consumo.virtua.com.br.

A NET também oferece outros planos de velocidade com franquias que podem ser mais compatíveis com o seu padrão de uso na internet. E ainda, se preferir, você pode escolher uma franquia complementar a que você já havia contratado.

Para obter mais informações, entre em contato com a Central de Relacionamento NET – 4004 7777 ou consulte o site www.virtua.com.br

Que miséria….

Mapas mentais e árvores hiperbólicas.

Quem já usou o freemind sabe como ele facilita o entendimento de uma realidade. Seja uma questão social ou seja uma questão técnica, a organização provida por um mapa mental facilita nosso entendimento e nos ajuda a tomar decisões. Por que? Não sei exatamente, mas pude experimentar a sensação de ter mais firmeza para tomar uma decisão ao fazer um mapa mental com o freemind.

Hoje conheci mais uma ferramenta que nos ajuda no entendimento da realidade por meios digitais, a árvore hiperbólica. Na verdade, os dois conceitos são muito parecidos (se não forem os mesmos).

Estava pesquisando informações sobre telecentros e tive a felicidade de achar, por acaso, uma árvore hiperbólica de telecentros. Vale a pena vocês visitarem, não somente para entender o que é um telecentro, mas também para entender o que é uma árvore hiperbólica:

http://www.telecentros.desenvolvimento.gov.br/sitio/informacoes-empresariais/arvore/arvore/

O mais legal, é saber que o Governo brasileiro disponibilizou o software e seu código para quem quiser utlizar:

http://repositorio.agrolivre.gov.br/projects/hipereditor/

A partir daí, estive pensando: – e se nós gerarmos mapas hiperbólicos dos conteúdos de uma wiki, lendo os links internos de cada artigo e transformando estes links em nós filhos? É claro, um nó filho acaba quando não há mais ligações internas. Acho que vai ser do ca..lho!