Arquivo da categoria: Ubuntu

Modens ZTE mf626 e Giant D301 no Ubuntu 9.04|ZTE mf626 and Giant D301 on Ubuntu 9.04

Fiz um pacote deb para facilitar a instalação desses modens, seguindo esse tutorial:I have made a deb package to make easier to configure those modens:

http://ubuntuforum-br.org/index.php?topic=50178.0

É UM PACOTE TOTALMENTE EXPERIMENTAL, OK?WARNING! THIS IS AN EXPERIMENTAL PACKAGE!

Baixe-o aqui: The Package:

mf626-d301.deb

Após instalá-lo, insira seu modem no laptop. Depois de uns 10 segundos, deverá aparecer o assistente de configuração da banda larga.Insert the modem after the package instalation. After some seconds, the network manager assistant should appear 🙂

Tenta aí!

[paypal text=”Gostou desta solução? Você pode pagar um café pro Ronaldo clicando aqui :-)” email=”richieri@gmail.com” title=”Contribuicao voluntaria para o site Richieri.com” amount=”2″ currency=”USD” /]

Como colocar vários computadores em rede sem fio sem um Access Point?

Algumas vezes já passei por uma situação onde parecia impossível conectar diversos laptops em rede, já que não havia uma infraestrutura preparada para conectá-los. Em alguns eventos que participo, não temos muitas vezes cabo para conectar os laptops em rede, nem um access point (AP) para conectá-los em rede.

E as vezes apenas um AP não é suficiente para gerenciar todos os laptops de um evento bem como o sinal do AP não alcança o laptop que está mais distante dele.

centralizadaNormalmente, os AP’s trabalham no modo “Infraestrutura”.

Neste modo, todos os laptops se conectam diretamente ao AP, ou seja, ele é o centralizador do sinal.

Se um computador precisa passar um arquivo para outro computador, estes dados passam necessariamente pelo AP. Sendo assim, estamos falando de uma rede centralizada, não distribuída, como na figura a esquerda.

Este fim de semana descobri que existe uma forma muito mais simples de conectar vários laptops em rede sem necessidade  de um AP. Isto é possível através do modo Ad-Hoc das placas de rede sem fio.

modo_ad_hoc02

No modo Ad-Hoc, cada laptop ou computador com rede sem fio, se torna tanto receptor como reemissor do sinal da rede. A figura ao lado mostra exatamente o que é possível fazer a partir disso. O primeiro computador da esquerda,está conecato com o primeiro computador da direita, através das conexões e equipamentos que estão entre eles. E todos se conectam com todos formando assim uma rede distribuída sem fio, como na figura abaixo:

distribuida

Se um destes computadores estiver conectado à internet, e se todos os outros tiverem ele como gateway, todos os outros poderão acessar a internet.

Dá pra viajar no que é possível fazer com isto 🙂

Para ver como criar uma rede Ad-Hoc, veja este post:

Compartilhando internet no Ubuntu 9.04 pela rede sem fio

Atenção! Para UBUNTU 10.10, veja a soluç…

Atenção! Para UBUNTU 10.10, veja a solução postada pelo Jotaerry nos comentários, é bem fácil!
———————

Toda vez que reinstalo meu linux, fico meia hora procurando o script para compartilhar a internet com os amigos. Decidi dessa vez escrever no meu blog pra não perdê-lo nunca mais 🙂

Meu caso é o seguinte, quero compartilhar minha conexão 3G da claro (ppp0) através da minha placa de rede sem fio (eth1).

Para isso, o primeiro passo é instalar o servidor dhcp. Pra isso, abra um terminal: Aplicativos->Acessórios->Terminal

E digite:

sudo apt-get install dhcp3-server

Vamos modificar o arquivo de configuração do serviço de dhcp. No terminal, digite:

sudo gedit /etc/dhcp3/dhcpd.conf
E substitua o conteúdo do arquivo pelo seguinte:
ddns-update-style none;
option domain-name "example.org";
option domain-name-servers 200.230.210.3, 200.230.210.6;
default-lease-time 600;
max-lease-time 7200;
log-facility local7;
subnet 192.168.2.0 netmask 255.255.255.0 {
  range 192.168.2.50 192.168.2.100;
  option routers 192.168.2.1;
}
#----------fim do arquivo-----------

Agora crie um arquivo /usr/local/bin/compartilhaNet.

sudo gedit /usr/local/bin/compartilhaNet

Cole o conteúdo abaixo no arquivo fazendo as modificações necessárias:

#!/bin/bash
# eth1 é minha placa de rede sem fio, mude de eth1 para outra coisa
# caso sua placa de rede seja outra, tal como eth2 ou eth0
iwconfig eth1 mode ad-hoc
iwconfig eth1 essid minharede
ifconfig eth1 192.168.2.1 netmask 255.255.255.0
/etc/init.d/dhcp3-server start

# Limpar todas as regras do iptables
/sbin/iptables -F
/sbin/iptables -t nat -F

# Mascarar (NAT) tráfego que vem de eth1 e sai por ppp0
# ppp0 é meu dispositivo que está conectado na internet, no caso, minha
# placa 3g da claro
/sbin/iptables -t nat -A POSTROUTING -s 192.168.2.0/24 -o ppp0 -j MASQUERADE

# Permitir ip_forward no kernel
echo 1 > /proc/sys/net/ipv4/ip_forward

# Para acesso ftp dos micros internos, habilitar o módulo nat_ftp
/sbin/modprobe ip_nat_ftp
# --------------------fim do arquivo------------

Agora é necessário tornar este arquivo executável. Pra isso, digite o seguinte no terminal:

sudo chmod a+x /usr/local/bin/compartilhaNet

Pronto. Agora é só executar o script toda vez que quiser compartilhar sua net, mas antes disso, é necessário desativar o gerenciamento da placa de rede sem fio pelo gnome. Pra isso, clique com o botão direito no Network Manager e desmarque a opção "Habilitar rede sem fio".

Agora sim, execute o script:

sudo compartilhaNet

Feito!

[paypal text="Falando em compartilhar, você não gostaria de ajudar a este site se manter contribuindo com US$ 2,00? Clique aqui!" email="richieri@gmail.com" title="Contribuicao voluntaria para o site Richieri.com" amount="2" currency="USD" /]

Claro 3G, com Modem D301 no Ubuntu 9.04

Vamos ao ponto:

Abra um terminal: Aplicativos -> Acessórios -> Terminal

Vamos criar um arquivo de configuração para o modem. No terminal, execute o comando:

sudo gedit /etc/udev/rules.d/10-claro3g.rules

O editor de texto aparecerá. Cole o texto abaixo nele:

#######início################
# /etc/udev/rules.d/10-claro3g.rules
# site base do script:http://www.richieri.com/2008/08/27/internet-claro-3g-no-ubuntu-804-e-satux-com-modem-giant-traveller-d301/
#
# Claro 3G custom rules
ACTION!="add", GOTO="3G_End"
BUS=="usb", SYSFS{idProduct}=="1000", SYSFS{idVendor}=="0fd1", PROGRAM="/bin/sh -c 'echo 3 > /sys/%p/device/bConfigurationValue'"
LABEL="3G_End"
#######fim################

Salve o arquivo e feche o editor.

No terminal novamente, execute o comando abaixo para que o sistema passe a reconhecer o arquivo e seus comandos:

sudo udevadm control --reload-rules

Conecte seu modem D301 na USB. Após uns 10 segundos, um assistente de configuração aparecerá:

01

Clique em Avançar.

Na tela seguinte, selecione “Claro” e clique em Avançar novamente.

Na tela “Sumário”, apenas clique em “Aplicar”.

A seguinte notificação aparecerá:

04

Clique no gerenciador de rede (Network Manager). Duas conexões “Claro” aparecerão. Eu não sei exatamente por que, mas tenho impressão que o Ubuntu reconhece o dispositivo como ttyACM0 e ttyACM1 e então ele criaria uma conexão para cada um dos pontos de montagem.

Você pode conectar-se a internet clicando em qualquer uma das duas conexões, por enquanto não notei diferença nelas.

[paypal text=”Gostou deste artigo? Você pode pagar um café pro Ronaldo clicando aqui :-)” email=”richieri@gmail.com” title=”Contribuicao voluntaria para o site Richieri.com” amount=”2″ currency=”USD” /]

Claro 3G no Ubuntu 8.10 via VirtualBox

Um monte de pessoas batem aqui no meu blog todos os dias atrás de saber como se faz pra conectar na internet utilizando o modem D301 da Claro no Ubuntu.

De um tempo pra cá, depois de algumas quedas, meu modem não tem funcionado como deveria no Linux, então resolvi tentar conectar no Windows com ele, e não sei por que cargas d’água, ele tem funcionado melhor no Windows.

Então vou compartilhar aqui como fazer pra conectar o D301 através do VirtualBox, com o aplicativo original da Claro para Windows.

Vamos lá:

O primeiro passo é instalar o VirtualBox. Atenção, não instale a versão OSE (Open Source Edition). Precisa ser a versão normal. Baixe a versão 2.2.0 (ou maior) aqui:

http://www.virtualbox.org/wiki/Linux_Downloads

E instale de acordo com as instruções para sua distribuição Linux.

Instale o Windows no seu VirtualBox. Voce pode serguir esse artigo que fiz sobre isso. Este artigo fala sobre o VirtualBox OSE, mas pra criar uma maquina virtual no VirtualBox 2.2.0 é a mesma coisa 🙂

Depois do Windows instalado, é necessário habilitar o USB no VirtualBox. Pra isso achei dois artigos na Web que explicam como fazer. O mais fácil é este em Inglês:

http://productivelinux.com/2008/11/09/how-to-get-usb-working-in-virtual-box-on-ubuntu-intrepid-ibex/

Se este não for o suficiente, tente este:

http://eltiger.wordpress.com/2008/11/07/resolvendo-o-problema-da-usb-no-virtualbox-kxubuntu-intrepid/

Ok, agora que a USB está funcionando no seu VirtualBox, instale o Mobile Phone Tools que vem junto com seu modem D301. Ele fica na pasta MPT do modem.

Depois de instalá-lo, você já conseguirá navegar normalmente no ambiente Windows, como na figura abaixo:

clarowindowsnolinux

Ok, foi um mal momento pra tirar um screenshot, já que a conexão estava no 2.5G heheheheheh, mas funciona muito bem numa rede 3G também.

Neste momento como já disse, a internet funcionará dentro do Ambiente Windows, ou seja, no Internet Explorer ou em outros navegadores dentro do Windows virtualizado.

Se você quiser utilizar esta conexão no Linux (hospedeiro), faça o seguinte:

Feche o Windows, e dentro do VirtualBox, selecione a máquina virtual que você criou e clique em “Configurações” e acesse o subitem “Rede”.

Habilite o Adaptador de rede 2 e configure-o como “Rede exclusiva de Hospedeiro (Host-Only)”

Inicie novamente o Windows e dentro dele, acesse: Iniciar -> Painel de Controle -> Conexões de Rede

Clique com o botão direito na sua conexão “Claro” e vá em Propriedades.

Acesse a aba Avançado e habilite o compartilhamento da internet. Você deverá escolher a segunda placa de rede no item “Conexão de rede Doméstica”

Abra agora o Mobile Phone Tools e conecte-se na internet.

No Linux agora, abra o terminal e dê o comando abaixo:

sudo dhclient vboxnet0

Agora você está conectado ao Windows e navegará através dele 🙂

Ufa!

Foi muito bom ter descoberto que o VirtualBox dá a possibilidade de conectarmos mais dispositivos usb ao Linux através desse proxy USB. infelizmente nem tudo funciona. O Modem da claro funcionou muito bem assim, mas meu celular LG nem tanto heheheheh.

É isso!

Instalando um Piano virtual no Ubuntu 8.10

Estes dias estive viajando e não pude levar o acordeon comigo. Como gosto de tirar umas músicas nas horas vagas, resolvi instalar um piano virtual no ubuntu.

Foi dureza, então vou compartilhar o processo aqui pra quem precisar disso um dia.

A primeira coisa a fazer é baixar o VMPK. Abra o terminal e de o seguinte comando:

wget http://ufpr.dl.sourceforge.net/sourceforge/vmpk/vmpk-0.2.4.tar.bz2

Depois de fazer o download, descompacte o arquivo:

tar jxvpf vmpk-0.2.4.tar.bz2

Vamos instalar alguns pacotes necessários pra continuar com a compilação do Piano:

sudo apt-get install alsa-headers cmake libqt4-dev

Depois de instalar os pacotes acima, vamos compilar o programa. Acesse a pasta do vmpk recém desempacotada:

cd vmpk-0.2.4

E execute o seguinte comando:

cmake .

E depois o comando:

make

E finalmente instalamos o programa com o comando:

sudo make install

Ok, agora é só rodar o programa com o comando vmpk

Verificando a capacidade da bateria de seu laptop no Ubuntu

Hoje recebi uma mensagem quando liguei meu laptop, assim que o Ubuntu foi carregado, dizendo que a bateria de meu notebook está comprometida.

E está mesmo, só está durando 40 minutos. O interessante é que o Ubuntu te diz isto. Acho que nunca ouvir falar de tal funcionalidade no Windows heheheheeh

Se você nunca recebeu esta notificação no Ubuntu, e deseja verificar como está sua bateria, faça o seguinte.

Clique no ícone da bateria/tomada na barra de aplicativos do gnome e depois clique em “Bateria do laptop”:

bateria

A tela abaixo com as informações de sua bateria irá aparecer:

Sobre a bateria

Note o item “Capacidade”.

É, ta na hora de comprar outra bateria 😐

Como ligar na TV, seu Latitude D600, rodando Ubuntu 8.10|How to connect your Dell Latitude D600 on the TV, running Ubuntu 8.10

Possuo um Laptop Dell Latitude D600 há uns 3 anos e sempre quis assistir alguns vídeos que guardei nele na TV. Sempre que tentei conectá-lo na TV não tive resultados. A mesma tela escura sempre. Por mais que pressiona-se “Fn+F8”, nada acontecia.

I have a Dell Latitude D600 since 2005 and I never was able to use it with my TV. I have tried a lot of things, like atitvout and others solutions, but I never had success.

Essa semana decidi tentar novamente, embora desconfiasse que eu pudesse estar com algum problema na placa de vídeo de meu laptop.

I’ve decided to try again this week, and I found an article that describes a process to make some laptops TVable with xrandr

Sempre tentei utilizar um programa do Linux chamado atitvout para ativar a saída S-Video que há no laptop, mas também não conseguia nada.

Felizmente, por pura sorte acredito, achei um tutorial de como fazer funcionar saídas de vídeo de vários laptop, utilizando um outro comando, chamado xrandr.

O comando xrandr permite um controle básico das saídas de vídeo de seu PC/Laptop através do terminal, e foi com este comando que obtive sucesso no funcionando da minha saída S-Video.

A primeira coisa que é necessária é um cabo S-Video para ligar seu laptop na tv, ou então, um adaptador S-Video para RCA, como um dos dois abaixo:

The first thing you will need is an S-Video cable or an adaptor S-Video to RCA like one of these:

Adaptador 1

Adaptador 1

Adaptador 2

Adaptador 2

Eu comprei o Adaptador 1, mas tive que descascá-lo cerca de 3mm com um estilete na ponta S-Video, pois não conseguia encaixá-lo no meu laptop.

Agora vem a parte de software. A primeira coisa a se fazer é mudar a resolução de seu vídeo para 800X600. Isto é necessário por que ao ativar a saída de vídeo, se estivermos com uma resolução maior no LCD, uma parte da imagem da TV é cortada.

The first thing to do is to set your LCD resolution to 800×600. You can do this in the gnome-terminal:

Pra isso, há dois caminhos. Um deles é o acessar Sistema -> Preferências -> Resolução de Tela. O outro caminho, é executar o seguinde comando num terminal (Aplicativos -> Acessórios -> Terminal (ou Consola)):

xrandr --output LVDS --mode 800x600

Now, connect the cable int the laptop and the TV, then run these commands at gnome-terminal:

Ok, agora para ativar a saída de TV do laptop, execute os seguintes comandos, já com o cabo da TV conectado no laptop:

xrandr --output S-video --set load_detection 1
xrandr --addmode S-video 800x600
xrandr --output S-video --mode 800x600

Pronto! Nesse momento você deve estar enxergando a imagem de seu laptop na TV!

Pra facilitar, crie um arquivo pra executar esses comandos automativamente pra você. No terminal, crie um arquivo da seguinte maneira:

You can also make a shell script to make every thing easier 🙂

sudo gedit /usr/local/bin/ativarTv.sh

Coloque o seguinte conteúdo no arquivo:

And put the lines inside the file

#!/bin/bash
xrandr --output LVDS --mode 800x600
xrandr --output S-video --set load_detection 1
xrandr --addmode S-video 800x600
xrandr --output S-video --mode 800x600

Salve o arquivo, feche o editor. Ainda no terminal, torne este arquivo executável com o comando:

Save the file and make it an executable with this command:

sudo chmod a+x /usr/local/bin/ativarTv.sh

Toda vez que quiser ativar a saída de TV, execute o comando ativarTv.sh no terminal, ou crie um ícone no seu Desktop para acioná-lo.

Run it every time you like to enable the TV out

Obviamente, será necessário voltar a resolução do seu laptop ao normal após a utilização da TV. Você pode fazer isso novamente através do menu Sistema->Preferências->Resolução de Tela ou com o comando:

That’s it 🙂

xrandr --output LVDS --mode 1152x864

Troque o 1152×864 por sua resolução preferida.

Se quiser, crie um ícone na área de trabalho para facilitar esta parte também 🙂

Dá licença que vou assistir um vídeo agora!


[paypal text=”Gostou deste artigo? Você pode me pagar um cafezinho e ajudar a manter este blog clicando aqui :-)” email=”richieri@gmail.com” title=”Contribuicao voluntaria para o site Richieri.com” amount=”2″ currency=”USD” /]

Atualizando a BIOS de seu Dell com c/ Ubuntu 8.10

Mais uma artigo técnico 😐

Esses dias vi que existia uma versão mais nova de uma BIOS para meu laptop Dell Latitude D600 (a última é a A16).

Para atualizar o laptop, é necessário gerar um disquete executando um aplicativo fornecido pela Dell a partir do Windows.

Mas existe uma alternativa para quem utiliza o Linux 🙂

ATENÇÃO: Faça por conta e risco, atualizar a BIOS pode dar pau ok?! Cuidado!!!! Se não tiver certeza do que está fazendo, peça para alguém fazer!!!

Vamos ao passo ao passo:

Baixe a Bios mais atual de seu Dell.

Verifique qual é a versão de sua BIOS:

No terminal, execute:

sudo dmidecode -s bios-version

Acesse o FTP da Dell e encontre o arquivo mais recente para seu equipamento:

ftp://ftp.dell.com/bios

Instale o utilitário Biosdisk

  1. Faça o download do ultimo tarbal no site http://linux.dell.com/biosdisk . A última versão que baixei é a 0.75-2
  2. Abra o terminal e extraia o arquivo:

    tar -zxvf biosdisk-0.75-2.tar.gz

  3. Acesse o diretório extraído:

    cd biosdisk-0.75-2

  4. Agora é necessário instalar dois pacotes que são vitais para o funcionamento do Biosdisk:

    sudo apt-get install tofrodos syslinux

  5. Instale o Biosdisk com o comando abaixo:

    sudo ./install.sh

    Pra verificar se tudo deu certo, execute o biosdisk sem parametros:

    sudo biosdisk

Instalando a nova versão da BIOS de seu equipamento:

Execute no terminal:

sudo biosdisk install ~/Desktop/D600-A16.exe

Troque “~/Desktop/D600-A16.exe" pela localização do arquivo que você baixou do site da Dell.

Este comando vai criar uma entrada no seu grub. Infelizmente precisaremos arrumar essa entrada no arquivo de configuração do grub:

sudo gedit /boot/grub/menu.lst

As seguintes linhas foram adicionadas (provavelmente):

title D600_A16.img
root
kernel /boot/memdisk
initrd /boot/D600_A16.img

Seu trabalho agora é deixar essas linhas da seguinte maneira:

title D600_A16.img
uuid        91f995b7-57a0-4525-9f21-018b9d2308f3
kernel /boot/memdisk root=UUID=91f995b7-57a0-4525-9f21-018b9d2308f3
initrd /boot/D600_A16.img

Note que eu adicionei duas informações. A primeira é a linha “uuid 91….” e o “root=91…” da linha “kernel…”. Você precisa pegar essas informações de seu arquivo menu.lst. Essa linha encontra-se já em seu arquivo abaixo da entrada referente ao Ubuntu, por exemplo:

“…

title        Ubuntu 8.10, kernel 2.6.27-11-generic
uuid        91f995b7-57a0-4525-9f21-018b9d2308f3
kernel        /boot/vmlinuz-2.6.27-11-generic root=UUID=91f995b7-57a0-4525-9f21-018b9d2308f3 ro locale=pt_BR quiet splash
…”

Depois do arquivo ajustado, você precisa atualizar seu grub:

sudo grub-install hd0

Depois reinicie seu PC, e quando a tela do Grub surgir, escolha D600_A16.img ou a linha que você criou.

Daí pra frente é contigo!

Lembre-se, só siga este tutorial se você ja tiver um certo conhecimento com Linux ok?

Falou!