Arquivo da tag: d301

Claro 3G, com Modem D301 no Ubuntu 9.04

Vamos ao ponto:

Abra um terminal: Aplicativos -> Acessórios -> Terminal

Vamos criar um arquivo de configuração para o modem. No terminal, execute o comando:

sudo gedit /etc/udev/rules.d/10-claro3g.rules

O editor de texto aparecerá. Cole o texto abaixo nele:

#######início################
# /etc/udev/rules.d/10-claro3g.rules
# site base do script:http://www.richieri.com/2008/08/27/internet-claro-3g-no-ubuntu-804-e-satux-com-modem-giant-traveller-d301/
#
# Claro 3G custom rules
ACTION!="add", GOTO="3G_End"
BUS=="usb", SYSFS{idProduct}=="1000", SYSFS{idVendor}=="0fd1", PROGRAM="/bin/sh -c 'echo 3 > /sys/%p/device/bConfigurationValue'"
LABEL="3G_End"
#######fim################

Salve o arquivo e feche o editor.

No terminal novamente, execute o comando abaixo para que o sistema passe a reconhecer o arquivo e seus comandos:

sudo udevadm control --reload-rules

Conecte seu modem D301 na USB. Após uns 10 segundos, um assistente de configuração aparecerá:

01

Clique em Avançar.

Na tela seguinte, selecione “Claro” e clique em Avançar novamente.

Na tela “Sumário”, apenas clique em “Aplicar”.

A seguinte notificação aparecerá:

04

Clique no gerenciador de rede (Network Manager). Duas conexões “Claro” aparecerão. Eu não sei exatamente por que, mas tenho impressão que o Ubuntu reconhece o dispositivo como ttyACM0 e ttyACM1 e então ele criaria uma conexão para cada um dos pontos de montagem.

Você pode conectar-se a internet clicando em qualquer uma das duas conexões, por enquanto não notei diferença nelas.

[paypal text=”Gostou deste artigo? Você pode pagar um café pro Ronaldo clicando aqui :-)” email=”richieri@gmail.com” title=”Contribuicao voluntaria para o site Richieri.com” amount=”2″ currency=”USD” /]

Forçando o modem D301 a conectar na banda 3G da Claro (Linux)

Bom, algumas vezes o meu modem D301 conecta na freqüência 2.5G da Claro, mesmo em lugares que possuem 3G.
Não sei exatamente por que isso acontece, mas acontece no Windows também. Contudo, no Ruindows, você escolher forçar a barra no software que vem com o modem.
Então resolvi analisar qual é o comando que o software para windows manda para o modem. Instalei um monitor de de porta serial e descobri o seguinte:

Pra forçar 3G: AT+CFUN=6
Pra forçar 2.5G: AT+CFUN=5
Pro modo automático: AT+CFUN=1

Ou seja, pra você forçar 3G no linux, você pode adicionar o comando AT+CFUN=6 como Init3 ou algo assim.

Deu certo por aqui :-)

No caso eu uso o gnome-ppp, então eu fui no menu Configuração -> Sequencias de Inicialização, e deixei ela assim:

Espero que seja útil :-)

Veja também:

http://www.richieri.com/lang/pt-br/2009/04/13/claro-3g-no-ubuntu-810-via-virtualbox

Internet Claro 3G no Ubuntu 8.04 (e Satux) com modem Giant Traveller D301

Pessoal, como bati um pouco de cabeça pra conseguir fazer funcionar o D301 no linux, resolvi compartilhar meu passo a passo aqui pra quem por ventura adquirir esse modem e for utilizá-lo nas distribuições linux mais recentes.

Curiosidade: Fui até uma loja Claro aqui em Sorocaba, minha cidade, e perguntei pra atendente (muito simpáticos por sinal 🙂 ) “Funciona no Linux? Posso tentar?” e ela disse que funcionava aparentemente mas que se eu não conseguisse fazer funcionar em uma hora, eu poderia devolver o equipamento e cancelar o contrato. Quando consegui fazê-lo funcionar, resolvi ligar e contar pra eles e deixei meu telefone pra caso algum cliente os procurasse com a mesma situação. Eles obviamente ficaram felizes. Dois dias depois alguém me liga, dizendo que pegou meu fone na loja. Eu pensei: “Nossa! Tem mais pessoas que usam o linux em Sorocaba!”.

Vamos ao que interessa 🙂

Em vários HOWTO’s que procurei, encontrei a informação de que bastava conectar o modem e ele seria reconhecido como dispositivo /dev/ttyACM0 (além de ser reconhecido pelo sistema como pendrive).

Bom, não sei por que isto não aconteceu no meu Ubuntu 8.04. Então tive que bater cabeça pra descobrir como fazer isto acontecer, e a solução foi colocar um arquivo no diretório “/etc/udev/rules.d”. Este arquivo contém informações que são processadas com o dispositivo é inserido no PC ou laptop. Vamos criá-lo então. Abra um terminal e digite:

sudo gedit /etc/udev/rules.d/10-claro3g.rules

Depois, insira o conteúdo do arquivo:

# /etc/udev/rules.d/10-claro3g.rules

#

# Claro 3G custom rules

ACTION!=”add”, GOTO=”3G_End”

BUS==”usb”, SYSFS{idProduct}==”1000″, SYSFS{idVendor}==”0fd1″, PROGRAM=”/bin/sh -c ‘echo 3 > /sys/%p/device/bConfigurationValue'”

LABEL=”3G_End”

Pronto, salve o arquivo e feche o editor. Agora vamos dar um comando que aparentemente recarrega essas informações que foram inseridas no diretório rules.d:

sudo udevcontrol reload_rules

Pronto! Agora é só espetar novamente o D301 no seu laptop ou Pc, e ele deve ser reconhecido como /dev/ttyACM0.

Esse procedimento funcionou pro Ubuntu 8.04 e pra um camarada que utiliza o Satux (não conhecia essa Distro!).

Daqui pra frente, você pode seguir esse tutorial:

http://www.itspax.com.br/tlog/index.php?q=2007/12/configurando-claro-3g-hsdpa-usb-no.html

Conecta aí!

Veja também:

Forçando o modem D301 a conectar na banda 3G da Claro (Linux)

Conectando o Claro 3G D301 via VirtualBox


[paypal text=”Gostou deste artigo? Você pode pagar um café pro Ronaldo clicando aqui :-)” email=”richieri@gmail.com” title=”Contribuicao voluntaria para o site Richieri.com” amount=”2″ currency=”USD” /]

Internet móvel com Claro 3G

Cansei! eheheheh parece nome de movimento de rico e tals, mas eu realmente cansei de ficar na mão da Vivo e de seu serciço Vivozap.

Estava há pelo menos um mês com problemas de conexão com o Vivozap, mesma estando na Av. Pauslita por incrível que pareça. Abri diversos chamados, e embora tenha sido bem atendido (aparentemente o Call Center deles melhorou muito nesses dias) acabei descobrindo que não são os atendentes que vão resolver a infraestrutura da rede da Vivo.

A gota d’água foi ontem, quando fiquei uma hora e meia parado no trânsito, voltando pra Sorocaba de õnibus e mesmo estando ao lado da Barra Funda, o sistema não funcionou. Fiquei pasmado e na hora decidi cancelar meu plano (ou melhor, mudar para Vivozap Avulso pra não pagar multa contratual).

Como já estava namorando a Claro, cheguei em Sorocaba e fui direto pra loja comprar um modem e contratar o serviço de 500K. Já havia feito aquela pesquisa básica sobre quais placas eram compatíveis com o Linux e fechei com a D301 da Giant, que no momento era a única disponível na loja.

Vos escrevo este artigo navegando na internet da Claro, na Castelo Branco indo de Sorocaba pra São Paulo no Cometa, empresa de ônibus que interliga as duas cidades.

Como conectei o D301 no Ubuntu 8.04 e a conexão da Claro 3G na Castelo, serão assuntos de outros posts.

Só pra vocês terem uma idéia, consegui conectar na minha casa em Sorocaba a 500Kbits cravados com a Claro 3G, velocidade que eu contratei. Nem em São Paulo eu consegui essa velocidade com a Vivozap!

Fica aqui então meu ponto positivo pra Claro 3G em relação a Vivozap. É claro que deve haver vários pontos positivos do Vivozap em relação à Claro, mas por enquanto a Claro é mais a minha cara.

Até 🙂